Notícias

Nota de Repúdio da ADUnB contra o teor da Medida Provisória (MP) 805/2017

A ADUnB reitera que o governo federal deveria centrar-se na revisão das isenções tributárias e das reduções de alíquotas, cujo valor nos últimos anos ultrapassa centenas de bilhões de reais, no combate à sonegação, em especial a de grande porte, ao proporcionar de maneira adequada os meios efetivos aos órgãos de arrecadação e na execução de medidas de
recuperação da economia no curto prazo com atenção à geração de empregos.

Todavia, o governo optou pelo caminho de menor esforço e de
maior desigualdade, ao apenar os servidores públicos com maior tributação. Mais do que
isso, vale-se de caminho legislativo inadequado, visto que não há justificativa para a
adoção urgente de uma medida provisória em assunto tão importante, como o é o da previdência pública.

Nós, professores (as) universitários (as), não somos privilegiados, conforme tenta fazer crer o governo federal à população, mas responsáveis por ensino, pesquisa e extensão de qualidade no país, apesar das adversidades, entre as quais baixos salários e condições insuficientes de trabalho. A categoria coloca-se à disposição para o debate aberto quanto à reforma da previdência.

A Diretoria

'+
1
'+
2 - 3
4 - 5
6 - 7
8 - 9
10 - 11
12 - 13
13 - 14
[x]