Notícias

Cepe aprova nova norma para o processo de progressão e de promoção funcional

 

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) aprovou no dia 14 de setembro a tabela de pontuação das atividades docentes com novos critérios para o processo de progressão e promoção funcional.

O intuito das alterações normativas é o de trazer maior objetividade e celeridade ao processo, buscando contemplar a diversidade de perfis docentes e de atividades acadêmicas.

Para a presidente da comissão responsável pelas mudanças no Cepe e professora da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (Face), Adriana Amado, o conjunto de mudanças aprovadas é relevante para os(as) docentes. “As alterações trazem para nós, professores, uma flexibilidade nas regras e um crescimento imediato na carreira não vistos antes. Além disso, essas mudanças permitem a Universidade de Brasília (UnB) se adequar aos padrões de outras universidades que já trabalham com essas métricas”, frisou Amado.

Para o presidente da ADUnB, Virgílio Arraes, a aprovação do tema de extrema relevância é positivo. “A ADUnB tem acompanhado a questão há anos através de debates não só na sua sede mas nas unidades da própria UnB. Com isso, a associação pôde contribuir para o aperfeiçoamento da proposta agora em vigor através do diálogo constante, preocupação de sucessivas direções. Além das atividades cotidianas, a ADUnB busca defender os direitos de seus associados e associadas através de palestras, debates e audiências junto aos setores responsáveis por temas vinculados à categoria”, completou Arraes.

Para formular as normativas e atualizar a resolução, foram considerados elementos de resoluções de outras instituições de ensino superior.

O que mudou?

Processo de avaliação descentralizado: a análise do desempenho agora é de responsabilidade das unidades acadêmicas, que formarão comissões avaliadoras e examinadoras e não mais serão realizados pela Câmara de Carreira Docente (CCD) e pela Banca Examinadora de Professor Associado (Bepa).

Tabela geral de pontuação: constam cinco grupos de atividades acadêmicas e administrativas comuns a todas as áreas e poderá ser complementado pelas unidades com uma tabela de atividades específicas de seus campos de atuação. Se isso ocorrer, as tabelas serão submetidas ao Cepe para aprovação.

Pontuação: as diferenças de pontuação para mudança de classe e denominação foram equiparadas à média nacional.

SIADD: para facilitar a coleta dos comprovantes das atividades docentes, está em produção pelos programadores do Centro de Informática (CPD) o Sistema de Acompanhamento de Desempenho Docente (SIADD). A ferramenta consolidará em uma única base os dados oriundos de diferentes sistemas internos da UnB, relativos às atividades de ensino, pesquisa e extensão exercidas pelos docentes, além do currículo Lattes.

Assim, facilitando a comprovação de documentos exigidos para o pedido de progressão que poderão ser acessados diretamente no sistema, dispensando a necessidade de anexá-los no processo. O SIADD ainda está em fase de testes e, quando disponível, poderá ser acessado pelo portal de sistemas da UnB.

Requerimento Duplo: o docente pode requerer mais de uma promoção ou progressão de maneira simultânea, desde que respeitado para cada pedido o interstício de dois anos no mínimo.

Avaliação de desempenho: a validade dos efeitos financeiros das promoções e progressões por avaliação de desempenho valem a partir da data da abertura do pedido do processo.

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: ASC/ADUnB. Crédito para fotos: ASC/ADUnB.

 

'+
1
'+
2 - 3
4 - 5
6 - 7
8 - 9
10 - 11
12 - 13
13 - 14
[x]