Notícias

ADUnB participa 62º Conad em Niterói (RJ)

IMG_8080Iniciou-se nesta quinta-feira, dia 13 de junho, o 62º Conad em Niterói (RJ), com o tema “Avançar na unidade e reorganização da classe trabalhadora: em defesa da educação pública e nenhum direito a menos!”. O encontro reúne docentes de todo o país até domingo (16). O Conad começou com a apresentação da Orquestra de Cordas da Grota, um projeto com 23 anos de história.

A abertura formalizou nos discursos a insatisfação com o atual Governo Federal e as reclamações foram unânimes: Fora Temer! Além desse apelo, os presentes firmaram seu apoio às lutas do ANDES. A mesa de abertura foi composta por diretores do ANDES-SN e representantes da Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal Fluminense – UFF (Aduff-SSind), que sedia o encontro, da CSP-Conlutas, do Sindicato dos Profissionais de Educação (Sepe Niterói), do Movimento dos Sem Terra (MST), do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST),  da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip), da Associação dos Trabalhadores da Fundação Oswaldo Cruz (Asfoc), do Diretório Central dos Estudantes da UFF (DCE-UFF), do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da UFF (Sintuff), do Conselho Federal do Serviço Social (Cfess), da Oposição da Une e da Federação Nacional dos Estudantes em Ensino Técnico (Fenet).

“Precisamos lutar e resistir, a minha sugestão é uma greve de 48 horas em todo o Brasil. Não podemos desistir de lutar mesmo com os resultados que tivemos no Congresso”, frisou Paulo Henrique Scrivano Garrido (Paulinho), vice-presidente do Sindicato dos Servidores de Ciência, Tecnologia, Produção e Inovação em Saúde Pública (Asfoc-SN).

 

“Agradecer a todos os presentes, parece até o Congresso, e estamos todos aqui sem liberação de período e fazendo um esforço para ocuparmos nosso espaço. Precisamos debater a nossa conjuntura política. Estamos enfrentando um golpe contra a Constituição da República, estão nos tirando direitos trabalhistas, sociais, previdenciários, os cortes em Ciência e Tecnologia. Para que possamos ter nos próximos dias um rico debate da nossa conjuntura”, alertou Gustavo França Gomes, presidente do Associação dos Docentes da Universidade Federal Fluminense (ADUFF).

 

Durante o evento, a presidente do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN), Eblin Joseph Farage, apresentou as cartilhas: “Contra todas as formas de assédio, em defesa dos direitos das mulheres, das-os indígenas, das-os negras-os, e das-os LGBT”; “Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação” e “Contrarreforma do Ensino Médio”. O material foi entregue aos credenciados no kit do evento junto com adesivos com temáticas políticas, um caderno de anotações, informativo do ANDES do mês de Julho, bloco de anotações, uma caneta, Revista da Adusp, flyer com pontos turísticos de Niterói.

 

Confira a 2ª edição da cartilha “Contra todas as formas de assédio, em defesa dos direitos das mulheres, das/os indígenas, das/os negras/os e das/os LGBT”, lançada nesta quinta (13), durante a abertura do 62º Conad do ANDES-SN.

Leia em PDF: https://goo.gl/25bBtR

Leia no Issuu: https://goo.gl/Ps8QRn

 

IMG_8108editPara concluir a abertura Eblin Farage agradeceu os presentes pela presença e disse que a luta começa e que o debate da conjuntura é necessário é de extrema importância. “Recuperar a unidade, a partir dos comitês de base, organizações sociais para fazer a manifestação, a nossa disposição de luta não vai diminuir diante das burocracias sindicais e que querem diminuir as mobilizações de ruas. É necessário que o trabalhador perca a paciência. Fora todos os corruptos do Congresso Nacional”, concluiu Farage.  

 

A Plenária de Instalação do  62º Conad foi realizada no período vespertino e tratou dos seguintes assuntos: a criação da Comissão de Enfrentamento ao Assédio composta por três membros da Diretoria do Andes-SN e por dois membros indicados pela Diretoria da Seção Sindical, organizadora do evento, devendo a mesma ser composta por no mínimo 3/5 de pessoas do sexo feminino e votou também a votação dos Destaques. Durante a Plenária de Instalação foi lida e discutida a nota de repúdio – A Atuação Seletiva da Justiça – após votação ficou decidida a discussão do texto na Plenária de Encerramento, o texto mostra as distinções no tratamento jurídico em relação às prisões de alguns políticos e outras autoridades.

 

Em seguida foi iniciada a Plenária I com o tema Movimento Docente e Conjuntura: avaliação da atuação do ANDES-SN frente às ações estabelecidas no 36° CONGRESSO com os seguintes temários:


Texto 1 – Movimento Docente e Conjuntura –  Diretoria do Andes-SN – texto baseado no Ocupa Brasília, mas mesmo com o sucesso da mobilização precisamos de mais mobilização. A Conjuntura Nacional deve ser unida a Conjuntura Internacional crise políticas,

Texto 2 – Fora Temer! Diretas Já! Nenhum direito a menos! – Contribuição da Diretoria da APUR Seção Sindical


Texto 3 – A chave da vitória é a unidade: Fora Temer, retirada das contrarreformas trabalhista e previdenciárias! diretas já! preparar uma nova greve geral num patamar superior à de 28 de abril! – Contribuição do(a)s professore(a)s Tiago Nicola (ADUSC); Cláudio Félix (ADUSB); Paulo Riela (ADUFS-BA); David Teixeira (APUR); Fátima Aparecida Silva (APUR); Ana Cristina Nascimento Givigi (APUR); José Arlen Beltrão de Matos (APUR); Celi Taffarel (APUB); Marise Carvalho (APUB); Fernando Cunha (ADUFPB); Melina Alves (ADUFPB); Flávio Melo (ADUFERPE); Érika Suruagy (ADUFERPE); Eduardo Silva (ADUFERPE); Cícero Monteiro de Souza (ADUFERPE); Eudes Baima (SINDUECE); Marco Oliveira (SESDUFT); Domingos Savio (ADUNEMAT); Humberto Clímaco (ADUFG), Everaldo Andrade (ADUSP); Juanito Vieira (APESJF); Alberto Handfas (ADUNIFESP); Ana Carolina Galvão Marsiglia (ADUFES); Lisleandra Machado (APESJF); Silvina Carrizo (APESJF); Giselle Moreira (APESJF); Luiz do Nascimento Carvalho (ADUFG); Ailton Prates (ADUFAL); Carolina Nozella (ADUFAL); Joelma Albuquerque (ADUFAL), Cássia Hack (ADUFAC), Márcia Morschbacher (SEDUFSM); Jânio Ribeiro (UFPI); Sarah Munck Vieira (APESJF); Fábio Venturine (ADUNIFESP); Eduardo Gaivara (ADUFU); Eron Pimentel (ADUFEPE); Márcia Umpierre (APROFURG); Agnaldo dos Santos (ADUNESP); Leni Hack (ADUNEMAT); Jair Reck (ADUnB); Rogério Anez (ADUNEMAT); Lisanil Patrocínio (ADUNEMAT). 43 professores e 23 seções sindicais.


Texto 4 – Construir a greve geral para derrotar a reforma trabalhista e da previdência e por diretas. Fora Temer! – Contribuição do(a)s professore(a)s Rigler Aragão (SINDUNIFESSPA), Janaína Bilate (ADUNIRIO), Annie Schmaltz Hsiou (ADUSP), Marcela Rufato (ADUNIFAL), Maíra Mendes (ADUSC), Linnesh Ramos (ADUFS-BA), Gilberto Cunha e Eduardo Pinto e Silva (Oposição ADUFSCAR), Vicente Ribeiro (SINDUFFS), Luiz Fernando (ADUA). Francisco Cancela (Aduneb), Ediane Lopes (Aduneb), Fernanda Mendes (Sinduepa), Jorge Almeida (Apub), Joselene Mota (Adufpa), Nelson Junior (Aduepb), Fátima Moreira (Adufpa), Zaira Fonseca (SindUEPA).

Texto 5 – Em defesa da universidade, serviços públicos e direitos sociais: reorganizar a classe trabalhadora para o novo ciclo de lutas sociais! – Contribuição do(a)s professore(a)s Anderson Deo (ADUNESP); Bartira Telles (ADUFS-SE); Benedito Araújo (ADUFS-SE); Cleusa Santos (ADUFRJ); Elza Peixoto (APUB); Isabella Vitória C.P. Pedroso (ADUFF); Fernando Santos (ADCAJ); Milton Pinheiro (ADUNEB); Paulo Roberto Felix dos Santos (ADUFS-SE); Saulo Henrique S. Silva (ADUFS-SE); Tito Flavio Bellini (ADFMTM); Vinicius C. Santos ( ADUSB)

Texto 6 – Greve geral para derrubar Temer e derrotar todos os ataques aos trabalhadores! – Contribuição do(a)s professore(a)s Adriana Santos (SESDUFRR), Ana Luiza (ADUFSCAR), Antônio Rodrigues Belon (ADLESTE), Áurea de Carvalho Costa (ADUNESP), Aritana Nunes (SINDCEFET-PI), Egmar Souza Junior (SINDCEFET-PI), Gelta Terezinha Ramos Xavier (ADUFF), João Carlos Gilli Martins (SEDUFSM), Juliana Iglesias Mielin (ADUFES), Levy Paes Barreto (ADUFERPE), Luís Silva (SINDCEFET-PI), Marconis Fernandes (SINDCEFET-PI), Patrícia Soares Andrade (SINDCEFET-PI), Raphael Góes Furtado (ADUFES),Thauan Pastrello (ADUFES), Wagner Miquéias F. Damasceno (Seção Sindical do ANDES-SN na UFSC).

Texto 7 – Nossos desafios diante da crise econômica mundial e do acirramento da luta de classes no Brasil – Contribuição do(a)s professore(a)s Welbson do Vale Madeira, Rosenverck Estrela Santos, Catarina Malcher Teixeira, Suly Rose Pereira Pinheiro, Roberto Santos Ramos, Rosana Mendes Éleres de Figueiredo, Vilemar Gomes da Silva – Sindicalizados da APRUMA Seção Sindical.

IMG_8571Texto 8 – Mais uma vez afirmamos: rupturas estruturais não se fazem fora das conjunturas – para barrar retrocessos, Temer jamais! diretas já! – Contribuição da Diretoria Executiva da ADUFU Seção Sindical.

Até o momento estiveram presentes no 62º Conad 66 delegados e 166 observadores, representando 70 seções sindicais, além de 2 convidados. Também foram credenciados 36 diretores do ANDES-SN.

 

 

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: Janaína Guimarães ASC/ADUnB. Crédito para fotos: Janaína Guimarães ASC/ADUnB.

 

'+
1
'+
2 - 3
4 - 5
6 - 7
8 - 9
10 - 11
12 - 13
13 - 14
[x]