Notícias

ADUnB e ADUFRJ participam de comissão na Câmara dos Deputados

Representantes da Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (ADUnB) e da Associação dos Docentes da UFRJ (ADUFRJ) estiveram presentes na Comissão Geral sobre a situação do setor de Ciência & Tecnologia. O evento, realizado em 12 de julho no Plenário da Câmara dos Deputados, contou também com a participação de parlamentares, entidades da área de CT&I.

Durante a comissão, organizada pelo deputado Celso Pansera (PMDB/RJ), ficou claro o consenso sobre a necessidade de reverter os cortes no financiamento e estimular as atividades de CIência e Tecnologia no país.

Segundo Virgílio Arraes, presidente da ADUnB, o reconhecimento no congresso é fundamental para mudar o atual estado de financiamento de CT&I. “As universidades federais não podem ser apenadas pela crise econômica e política, em função disso, elas deveriam ser reforçadas pelo Governo. Afinal, elas viabilizam o desenvolvimento social no longo prazo e sua desvalorização traz prejuízos irreparáveis no curto prazo e a longo prazo”, afirma Arraes.

APOIO

O professor da UnB Jaime Santana está esperançoso quanto à reversão dos cortes. “O próprio Ministério de CT&I, a presidência do CNPq e da Capes estão empenhados nisso. E a tendência é que isso seja revertido, pelo menos em parte”, opina.

“Nós lançamos uma campanha, com apoio da ADUnB e a Apubh, a Conhecimento sem Cortes. E uma das primeiras ações foi mostrar em um painel, o Tesourômetro, o quanto já se perdeu em investimento de 2005 até hoje”, lembrou a presidente da Associação dos Docentes da UFRJ (ADUFRJ), Tatiana Roque.

O lançamento do Tesourômetro no Rio de Janeiro foi notícia aqui no site da ADUnB. A Campanha Conhecimento sem Cortes está disponível também pelo Facebook. De acordo com o Ministério do Planejamento, a expectativa é começar a reverter os cortes a partir de setembro de 2017.

'+
1
'+
2 - 3
4 - 5
6 - 7
8 - 9
10 - 11
12 - 13
13 - 14
[x]